domingo, 28 de fevereiro de 2010

"EU VEJO O MAR
NUMA POÇA D'ÁGUA."
(SHANA EMANUELLE)

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Impasse Existencial

- Você não fica envergonhada de tanta preguiça?
- Eu, preguiçosa???
- Sim, sabemos muito bem que você não voa porque é muito preguiçosa.
- Eu tenho raízes.
- Eu tenho visão ampla e conheço muitos lugares.
- Você tem raízes???
- Galinha desgraçada!!! Percebeu o impasse existencial no qual nos metemos???
- Foda, néh?!

Ode à solidão dos que se encontram acompanhados

Um brinde aos nossos fígados e
a todos os que se afogam na bebida e
aos sapos que nunca se tornam príncipes!!!
Saudações à Amargura e à Depressão,
pessoas com nomes próprios, resistentes
aos ansiolíticos e antidepressivos!!!
Já agora eu sei o que vai me matar:
esparramar meu coração em pequenas doses...
E você, quanto açúcar quer em seu café???
Quanto a mim, nunca serei outra cousa
que não solitário desde criança...

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Ontem fui até a lua e voltei:
minhas pernas são rápidas e fantásticas!!!

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

ECCE HOMO - NIETZSCHE



"Por que eu sei algo mais? Por que, acima de tudo, eu sou tão inteligente? Jamais me pus a pensar a respeito de perguntas que não são perguntas – eu não me esbanjei… Dificuldades religiosas de verdade, por exemplo, eu jamais as conheci por minha própria experiência. Sequer me dei conta até que ponto eu deveria me sentir "pecaminoso". Do mesmo modo me falta um critério confiável para saber o que é um sentimento de culpa: segundo aquilo que se ouve a respeito, um sentimento de culpa não me parece nada digno de atenção…"
__________

"O que foi que aconteceu comigo? Como foi que me salvei do asco? O que foi que rejuvenesceu meu olho? Como foi que alcancei as alturas nas quais não há mais gentalha sentada junto à fonte? Foi o próprio asco que me deu asas e forças capazes de pressentir as fontes? De verdade, eu tive que voar ao lugar mais alto para poder reencontrar a nascente do prazer!
Ah, eu a encontrei, meus irmãos! Aqui, no lugar mais alto, a nascente do prazer jorra sobre mim! E há uma vida na qual não há gentalha nenhuma bebendo junto!”